quarta-feira, 29 de abril de 2009

Eles se amavam, se amavam por completo.
Eles se amavam por tudo e apesar de tudo.
Ele a amava porque o sorriso dela era sincero
Ela o amava porque ele tinha o olhar profundo
Ele amava a maneira como ela olhava pro céu e dizia que não se devia contar estrelas, que isso era limitar a beleza infindável do céu.
Ela amava a objetividade dele, e a maneira prática que ele tinha de resolver problemas
Ele a amava porque ela sabia rir de tudo
Ela o amava porque ele não tinha medo de ser ridículo
Ele a amava porque ela tinha mania de ficar cantarolando
Ela amava quando ele lembrava dela em momentos inesperados
Ele amava a maneira como o cabelo dela caía nos olhos
Ela amava quando ele tirava-lhe o cabelo dos olhos
Ele amava o perfume dela
Ela amava o abraço dele

Eles amavam o simples fato de se amar, e poder existir no mesmo mundo, e poder compartilhar os mesmos momentos, e viver juntos... amavam os sonhos, amavam sentir a brisa fresca do fim de tarde, amavam as sombras da noite, e como a lua certos dias pinta tudo de prata
Eles amavam ficar abraçados por horas, amavam conversar durante um dia inteiro... amavam até quando não falavam nada.
Eles admitiam que tinham milhares de motivos pra se amar

Eles se amavam apesar dos dias de sol abrasador que torna tudo quente e agitado, se amavam apesar dos problemas a ser resolvidos...
Ele a amava apesar do nervosismo dela
Ela o amava apesar da confusa mente dele
Ele a amava apesar dos momentos em que ela se altera
Ela o amava apesar do silêncio nos momentos errados
Ele a amava apesar das palavras ditas em horas incovenientes
Ela o amava apesar dele ser autoritário
Ele a amava apesar dela ser sincera
Ela o amava apesar dele ser simples
Ele a amava apesar dela ser estranha
Ela o amava apesar dos dias de preguiça
Ele a amava apesar dos dias de TPM
Eles se amavam apesar dos dias de doença
Amavam-se apesar dos desentendimentos
Apesar dos conflitos
Apesar das contas a pagar, eles se amavam
Amavam-se no frio do inverno, e no calor do verão
Amavam-se mesmo a distância, e mais ainda quando perto
Depois eles sabiam ainda se amar com filhos pequenos gritando, sabiam se amar apesar do cansaço... Eles não se esqueciam do amor nem mesmo nos dias de correria e cansaço extremo
Eles ainda se amavam quando os filhos sairam de casa... e ainda se amavam quando chegaram as rugas, e quando chegou a fraqueza... eles sabiam que amor é pra sempre.
Eles sabiam se amar por todos os motivos e apesar de todos os problemas e circunstâncias adversas...Porque amor é amor quando é pela vida inteira.
****************************************************************
A gente escuta muito falar sobre os milhares motivos que temos para amar. E todos enumeram milhares de motivos para amar. Mas é esquecendo dos problemas que acompanham o amor que as pessoas se perdem... porque as pessoas vem com qualidades e defeitos. E é preciso querer bem apesar de tudo.
No livro O Elogio da Loucura, há uma parte que a loucura fala que ela é a responsável pelo casamento porque se os homens entendessem tudo que isso envolve, não casariam.
O amor custa caro, mas vale a pena. Porque o amor é divino... Deus é amor...E só o amor completa uma vida.

Deixa a vida leve e cheia de significado.

Um comentário:

Flor disse...

Sabe, você me fez chorar, você me fez chorar muito, você me trouxe saudade, e dor... E eu me empenhava tanto no Better, eu gostava tanto daquele blog, eu ria tanto, eu era tão feliz...
E quando ele me pediu pra deletar o blog... Meu coração parecia que tava sendo deletado junto... Eu vi meu "amor" declarado ali, sendo deletado.
E só de saber que você ia lá, nos lia...
Ainda bem que você se manifestou.
=)
Embora com lágrimas, eu achei o máximo.
Obrigada. Mesmo mesmo.
Volte sempre então, tá?!
Beijo grande.